Uma visão geral de Velas onde pequenos terramotos foram registados na ilha de São Jorge, Açores, 27 de março de 2022. Reuters / Pedro Nunes

São Jorge: é possível ocorrer erupção vulcânica idêntica à de La Palma

Especialistas alertaram nesta terça-feira de que a ilha vulcânica de São Jorge, atingida pelos terramotos, no arquipélago dos Açores, segundo a Reuters, pode sofrer uma erupção como a da espanhola La Palma, que destruiu milhares de propriedades e plantações ao longo de 85 dias.

A exuberante ilha do meio do Atlântico foi abalada por mais de 20.000 pequenos terramotos, que atingiram uma magnitude de até 3,3 Richter, nos últimos 11 dias.

Pub

Os tremores podem anunciar uma erupção vulcânica pela primeira vez desde 1808, ou um forte terramoto, disse o centro de vigilância sismo-vulcânica CIVISA da região.

Idosos e pessoas com mobilidade reduzida foram evacuados de Velas, município onde se registou a maior parte da atividade sísmica, e muitos moradores já deixaram a ilha com medo da situação.

"A magnitude dos sismos diminuiu ligeiramente... mas a população deve ficar alerta, não deve relaxar", disse Eduardo Farias, responsável pela Proteção Civil dos Açores.

Numa escola das Velas, as aulas foram suspensas e algumas das salas da escola vão ser transformadas em centro de saúde.

Pub

Francisco Fonseca, presidente do serviço de Saúde de São Jorge, segundo a Reuters, disse que agentes de saúde com experiência em desastres naturais foram enviados para a ilha.

"Toda esta situação é um desafio", disse ele. "É angustiante e fora do comum."

O súbito aumento da atividade sísmica de São Jorge lembra os terramotos detectados antes da erupção do vulcão Cumbre Vieja na ilha espanhola de La Palma no ano passado, cerca de 1.400 km a sudeste dos Açores.

Especialistas do Instituto de Vulcanologia das Ilhas Canárias, Involcan, que monitorou a erupção de La Palma, disseram na terça-feira que cerca de 20 milhões de metros cúbicos de lava podem ser expelidos em São Jorge se ocorrer uma erupção.

Luca D'Auria, diretor do departamento de vigilância vulcânica da Involcan, disse à Reuters que uma deformação do solo causada pela atividade vulcânica foi detectada em São Jorge.

Pub

"Pode terminar em nada (...) ou pode terminar em uma erupção vulcânica", disse ele.

Farias disse que a CIVISA analisará os dados da Involcan, mas pediu aos cerca de 8.400 moradores de São Jorge que não entrem em pânico.

Pub
Mais em Ambiente
Aspirante Geoparque apresenta “Plantas Invasoras” nas escolas de Albufeira

O aspirante Geoparque Algarvensis, constituído pelos municípios de Loulé, Silves e Albufeira, assina a ação…

Loulé: Conselho de Ação Climática com novas sinergias

Passados dois anos, o Conselho Local de Acompanhamento da Ação Climática do Município de Loulé,…

Loulé adere à “Semana das Espécies Invasoras”

De 22 de maio a 3 de junho, o Município de Loulé envolve-se na realização…

Observação de cetáceos com formação em Lagos

É já nos próximos dias 6, 7 e 8 de junho que terá lugar a…