Foto: REUTERS/Rafael Marchante

Novas provas encontradas no caso Maddie McCann – Reuters

Investigadores encontraram novas evidências que potencialmente incriminam o principal suspeito do desaparecimento da criança britânica Madeleine McCann há 15 anos, disse Hans Christian Wolters, promotor alemão que investiga o caso desde 2020.

A Agência Reuters voltou esta quarta-feira ao caso Maddie, começando por referir que numa entrevista ao canal de TV português CMTV na terça-feira, Hans Wolters disse que os detetives acreditam ter encontrado "alguns fatos, algumas novas evidências", acrescentando: "Temos certeza de que ele (Brueckner) é o assassino de Madeleine McCann".

Pub

Condenado abusador de crianças e traficante de drogas Christian Brueckner, que está atrás das grades na Alemanha por estuprar uma mulher na mesma área da região do Algarve (Portugal) de onde Madeleine desapareceu em 2007, quando ela tinha três anos, foi formalmente identificado como suspeito oficial no mês passado.

Foi a primeira vez que um procurador português identificou um suspeito no caso desde que Kate e Gerry McCann, pais de Madeleine, foram nomeados suspeitos em 2007. Mais tarde, foram inocentados.

"Independentemente do resultado, Madeleine sempre será nossa filha e um crime verdadeiramente horrível foi cometido", disseram os pais de Madeleine em comunicado na terça-feira, dia que marcou os 15 anos desde o seu desaparecimento.

Brueckner, de 45 anos, negou envolvimento no desaparecimento de Madeleine de seu quarto durante férias em família.

Pub

Houve especulações de que evidências ligadas a Madeleine foram encontradas no 'trailer' que Brueckner havia usado no momento de seu desaparecimento. O jornalista da CMTV perguntou a Wolters se ele negava essas alegações e ele respondeu: "Não quero negar".

A caravana está em poder da polícia alemã desde junho de 2020, quando as autoridades começaram a buscar informações sobre Brueckner.

Wolters, que não estava imediatamente disponível para comentar, disse que não poderia fornecer detalhes da investigação alemã em andamento porque o suspeito ainda não foi informado.

Ele disse anteriormente à Reuters que a nomeação de Brueckner como suspeito no caso pelo procurador português foi projetada para interromper o prazo de prescrição de 15 anos de Portugal, segundo refere a Reuters na sua peça.

Pub
Mais em Sociedade
IPDJ
IPDJ comemora 31.º aniversário do Centro de Juventude no Algarve

A Direção Regional do Algarve do Instituto Português do Desporto e da Juventude (IPDJ) vai…

Ferrovia
Tertúlia Farense debate papel da ferrovia no Algarve

«O Papel da Ferrovia nas Acessibilidades e Mobilidade no Algarve» é o tema deste mês da Tertúlia Farense, cuja sessão está marcada para

Ministro
Ministro da Administração Interna visita São Brás e Alcoutim

O ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro, visita, na próxima segunda-feira, 23, os projetos que estão a ser desenvolvidos no

Aljezur apoia e reforça dispositivo de combate a incêndios rurais

No âmbito do protocolo relativo ao Dispositivo Especial de Combate aos Incêndios Rurais de 2022,…