Seca
(Foto Arquivo)

PSD: Apoios aos agricultores ainda não chegaram

Portugal enfrenta, hoje em dia, um dos piores momentos da história com 81,9% do território em seca moderada e 17,9% em seca severa, de acordo com os dados revelados pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera. Mas se o país enfrenta o terceiro ano mais seco de sempre, o Governo continua sem garantir os apoios prometidos aos agricultores.

“Como se não bastasse o prolongamento da seca, para a qual o Governo não apresentou medidas inovadoras, as anunciadas não foram executadas. Não há nenhum apoio no terreno. As medidas para criação e reforço de linhas de crédito, e até a possibilidade de adiantamento do pagamento das ajudas devido à seca, para abril e maio, surgem como propaganda, quando a orçamentação real dos apoios é de 3 milhões de euros, um valor irrisório face às necessidades identificadas”, referiu o deputado do PSD, Rui Cristina.

O Algarve é uma das regiões que mais está a sentir os efeitos da seca, com a Barragem da Bravura a registar apenas 14,9% da sua capacidade. Com o uso da água destinado unicamente ao consumo público, há 937 regantes impedidos de usar o sistema hidroagrícola do Alvor.

Pub

Perante este cenário, os parlamentares Luís Gomes, Rui Cristina e Ofélia Ramos exigem, da Ministra da Agricultura, a antecipação, já para 2022, das obras de minimização das perdas de água, anunciadas para 2023.

Os deputados do PSD eleitos pelo Algarve pedem ao Executivo para cumprir as promessas feitas de modo a não deixarem os agricultores sozinhos a enfrentar um conjunto de problemas que não têm fim à vista. Aos efeitos da seca, somam-se o aumento do preço dos cereais, fertilizantes e combustíveis.

Pub
Mais em Política
CHUA
Chega organiza vigília pela construção do Hospital Central do Algarve

O Chega vai organizar uma vigília pela construção do Hospital Central do Algarve, no próximo dia 27 de maio, em redor das atuais instalações

Parlamento
PS apresenta proposta de alteração ao OE2022 para apressar Hospital Central do Algarve

Os deputados do Partido Socialista (PS) eleitos pelo Algarve apresentaram uma proposta de alteração do Orçamento do Estado para 2022 para

Chega
Deputado eleito pelo Algarve ouviu órgãos distritais do Chega

Pedro Pinto, deputado do Chega eleito pelo Algarve, esteve na sede regional do partido, em Faro, na passada sexta-feira, 3, para ouvir os

Bloco de Esquerda organizou Fórum da Água

Decorreu no passado dia 7 de maio no Centro Autárquico de Quarteira o Fórum da…