SIC: Há um milhão de pessoas sem médico de família nas regiões de Lisboa e Algarve

Enfermeiros estão preocupados com a falta de resposta

A falta de médicos continua a afetar o acesso aos cuidados de saúde primários na zona sul do país. Cerca de um milhão de utentes nas regiões de Lisboa e do Algarve não têm médico de família atribuído. Numa unidade em Setúbal, por exemplo, a espera de meses por uma consulta é motivo de grande preocupação.

Madrugar será o menor dos males. Quem não tem médico de família nesta unidade de Setúbal espera para poder esperar por uma consulta. A demora resulta de uma aritmética simples. A unidade de cuidados de saúde personalizados da Praça da República tem apenas dois médicos para quase 12 mil utentes.

Pub

Chamar médicos de outros centros de saúde ou contratar tarefeiros tem sido prática da Administração Regional de Saúde de Lisboa, mas também da do Algarve, as duas regiões onde cresce o número de utentes e faltam especialistas em Medicina Geral e Familiar.

No Algarve, como referido na reportagem da SIC em Silves, por exemplo, tem nove vagas por preencher e 16 mil pessoas sem médico de família.

É o Norte a região que concentra maior número de médicos de família que fazem falta a sul. Ao Algarve chegaram este ano apenas seis. Entre novas contratações e saídas, o Serviço Nacional de Saúde até somou 1200 efetivos nos últimos dois anos, mas a manta continua curta.

Pub
Mais em Algarve na TV
CNN: Homem esfaqueado até à morte em Portimão durante desentendimento

Um homem de 41 anos foi encontrado morto, esta sexta-feira, em Portimão, com sinais de esfaqueamento. Como referido na reportagem da CNN

CNN: Continuam as buscas para encontrar turista austríaco na praia de Aljezur

Um turista austríaco, com 64 anos, morreu e outro, de 65 anos, está desaparecido desde quinta-feira na praia da Bordeira, em Aljezur, no

SIC: Céu nublado e vento afastam banhistas das praias na Caparica e em Quarteira

Muitos banhistas foram surpreendidos, na manhã deste sábado, pelo céu nublado e pelo vento, apesar das previsões de temperaturas acima dos 30

CNN: Refugiados ucranianos obrigados a abandonar casas onde foram acolhidos no Algarve

Há refugiados ucranianos, que foram acolhidos no Algarve, que têm agora de abandonar as casas porque os senhorios querem arrendar a turistas