José Manuel de Sousa-Rico *

Foi a queda do muro de Berlim, um presente envenenado?

Aquele glorioso ano de 1989 da queda do Muro de Berlim, ficou simbolizado pelo fim do regime soviético. Cristalizava-se então finalmente

Gastronomia é cultura

Vamos falar de gastronomia, sem sermos exaustivos nem sofisticados, ao correr da pena nestas noites agustinas de verão – plenas de lua.

A alfarroba é equiparada a ferro-velho

Cansado das últimas notícias no jornal Região Sul – “diarionline”, vejo-me forçado a vir à praça pública colocar algumas questões realistas acerca

Catedral Santa Sofia

Façamos uma pequena nota introdutória aos quesitos decorativos e históricos que ornam o interior da Catedral de Santa Sofia, monumento do património material

“Sobre a Revolução”

Tema pertinente e deveras actual, abordado no título desta obra literária, face às dúvidas filosóficas em discussão que ameaçam a estabilidade da União Europeia

 “Uma vida à sua frente”, um romance de Romain Gary

A diegese ficcional desta obra desenrola-se imaginariamente em 1970, no bairro multiétnico de Belleville (Paris), e contém ingredientes de sobra

A Peste – Albert Camus

Nota preambular: da autora Brenda Pisell, elaborámos a partir da nossa tradução, uma recensão e recriação livre, face ao momento de peste em que vivemos, acerca da obra em epígrafe, tão na

Nuvens negras no horizonte – pós coronavírus

Torna-se necessário tomar consciência de que assistimos a uma sociedade desenlaçada e egoísta que deve quebrar o seu isolamento afim de criar modos de fortalecimento, no intuito de

Crescer na vertical – viver na horizontal

Tudo tem a ver como nascemos, crescemos e vivemos. Quem um dia nasceu a cheirar o húmus, jamais se esquecerá desse bafo regenerador que a terra exala – envolvendo-nos como praga

De repente… tropeçámos no vácuo

Antes de coronavírus (a.cv.), e depois de coronavírus (d.cv.): estas duas siglas (a.cv. e, d.cv.) poderão demarcar-se historicamente, e virem a ser adoptadas para destacar os períodos do antes, e do

Racismo em Portugal – o mal e a caramunha

Finalmente, e de vez, as caravelas terminaram o seu percurso de “torna viagem”, entrando em doca seca para todo o sempre.

E agora Governo…?

Como te irás aguentar depois do discurso do Presidente a desenlaçar-se de ti, da noite para o dia como se fosses uma instituição pouco interessante para o acompanhar lado a lado..?